Apresentação Challenges 2015

ÚLTIMA HORA – A Comissão Organizadora vai criar salas virtuais para participação na Challenges por video-conferência. Entre aqui para saber mais!

Em 2015 completam-se 30 anos após o início do Projeto MINERVA, o projeto de referência para a introdução das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no processo educativo em Portugal. Tendo sido um projeto Português, o MINERVA foi também considerado internacionalmente um caso de sucesso de inovação em educação com TIC. Prosseguindo a linha de promoção, reflexão e divulgação das práticas de inovação e aprendizagem com as TIC, que tem orientado as edições das “Challenges”, a IX Conferência Internacional de TIC na Educação – Challenges 2015, inspira-se no aniversário do MINERVA para refletir sobre a emergência de novos paradigmas educacionais, significativamente influenciados pelos desafios colocados pelas tecnologias digitais e em rede.

Neste contexto, convidamos todas as pessoas que se interessem pelas temáticas educacionais a estar connosco nesta nona edição das conferências “Challenges”, a ter lugar em 14 e 15 de maio de 2015, no Instituto de Educação da Universidade do Minho, para partilhar, discutir e refletir sobre os resultados da investigação em TIC na educação, na procura de novas agendas de investigação, de intervenção e de consolidação do conhecimento.

Numa organização do Centro de Competência em TIC na Educação do Instituto de Educação da Universidade do Minho, a conferência desenvolver-se-á abarcando uma pluralidade de temáticas, organizadas em torno de três eixos principais:

  • Ambientes emergentes
  • O digital e o currículo
  • Avaliação digital

No eixo “Ambientes emergentes” incluem-se os contributos que visam discutir as mais recentes inovações tecnológicas procurando linhas de desenvolvimento futuro nas suas dimensões relacionadas com a educação e a formação.

Com o eixo “O digital e o currículo” pretende-se articular os contributos em torno da problemática da inovação curricular e pedagógica com as TIC, considerando não apenas os contextos curriculares formais, escolares e académicos, mas também os contextos não formais e informais de aprendizagem.

O eixo “Avaliação digital” reporta-se a diferentes dimensões de avaliação no âmbito das TIC na educação sendo aqui consideradas as problemáticas, práticas e modelos de avaliação de software, serviços, interfaces, dispositivos, cursos e aprendizagens em ambientes digitais e online.

Esta entrada foi publicada em Informação. ligação permanente.